A festa de noivada da irmã


Estava um anoite horrível, chuva e trovoes, eu precisava sair festa de noiva de minha irmã, a festa seria em um salão de festas do outro lado da cidade, amo a minha irmã, mas não gosto nem um pouco do noivo dela, peguei ele mentindo várias vezes e realmente tentei mostra para minha irmã, como não tinha provas ela achou eu estava apenas implicando com ele resultado minha irmã só me convidou para a festa por que nossos pais pedirão, ele não pedirão por que que acham que eu estava errada, eles também sabiam das mentiras porem ela mesmo assim colocou a culpa em mim, como não tinha jeito eles acharam que era melhor nos dentarmos nos dar bem com ele, afinal ele iria se casar com ele de qualquer maneire.

Então mesmo sabendo os motivos de meus pais por querem a minha presença eu estava sem o menor animo de ir a esta festa, primeiro minha irmã pode ser uma mulher apaixonada e ingênua mas não é burra, eu tenho certeza que ela desconfia de algo, porem uma coisa que ela é, é orgulhosa, ela iria aguentar ficar com ele o máximo possível para não admitir que errou, ela pode já estar destruída por dentro e isto é o que me dá mais raiva,  me sinto impotente eu não tenho mais o que fazer para tirar ela desta roubada.

Estava esperando o vestido que iria usar, eu não em dei ao trabalho de ir compra algo novo, peguei um vestido rosa que usei em minha formatura, sabia que isto podia deixar minha irmã chateada mas aquele vestido eu usei apenas uma vez então era um motivo a mais para aproveitar  usar um vestido que cai super bem em mim, quando estava terminando de me arruma ouvir a campainha, abri a porta era a melhor amiga de minha irmã chorando e encharcada, ela entrou chorando soluçando, sentou no chão no corretor de entrada.

Peguei um toalha e um copo de água para seca-la e acalma-la, ela não me falou o que estava acontecendo pegou o telefone e me mostrou uma conversa com o noivo de minha irmã, ele pedia ajuda para ela com uma surpresa que ele queria fazer para minha irmã, eles marcaram de se encontrar no apartamento dele para preparar  esta tal surpresa.

Mas a surpresa não era para a minha irmã exatamente, parece que ele tinha certeza que ela queria algo com ele, a surpresa era que ele daria a chance para ela ficar com ele, pois aquela seria a ultima oportunidade dela fazer isto antes de ser tornar uma traição com a amiga dela, em seguida ele a puxou e a beijos, e neste momento minha irmã entrou na casa, neste momento eu tive certeza que que minha irmã havia terminado o noivado, peguei o telefone na hora par aligar para ela, quando a menina pegou em minha mão falou

-Ela brigou comigo e não vai desmarcar o noivado, você precisa fazer ela cancelar, ele me beijou a força, e quando ela entrou ele me empurrou com força e começou a gritar comigo, ela acredito nele na mesma hora, depois eu falei com um amigo dele e olha o que ele me mostrou, eu ia mostra para ela porem ela me broqueou.

Ela uma conversa dele com o amigo falando o  que aconteceu e como enganou a minha irmã, e ainda conversando que já havia traído a minha irmã ante, eu não pesei duas vezes eu tinha provas tão ridículo ele era, envia a mensagem par ao meu celular depois repassei para meu pais e para minha irmã, todos já estavam no salão então deixei a menina em minha casa para ela se recuperar e corri para o salão, eu joguei a bomba e não ia ficar em casa e deixar ela explodir iria ficar ao lado de minha irmã.

Quando cheguei lá tudo estava normal ela estava dançando com ele, ela havia visualizado a mensagem eu vi, meus pais vieram falar comigo na mesma hora, me perguntarão se eu havia enviado para ela a mensagem eu disse que sim, os dois se sentarão em uma mesa ele tirou dois celulares  do bolso, o que o celular dela estava fazendo com ele, não tinha mais como eu fingir que não via nada, fui até os dois pedi para falar com ela, o canalha começou a falar que eu estava lá apenas para destruir o dia deles com mentiras, sim eu ia destruir o dia deles mas não era com mentiras, falei para ela olha o a mensagem que eu havia enviado.

Ai ele cometeu um erro grave, ele não deixou ela pegar o telefone, e começou a falar coisas horríveis para mim, o que enfureceu ainda mais o meu pai, que foi até ele e deu um murro na cara dele, não sei como me segurei para não rir, minha irmã ia defender o cara eu a segurei pelo o braça peguei meu telefone coloquei não dela e a mandei ler, ela ficou em silencio por alguns minutos  olhou na minha cara nos meus olhos e falou.

-Isto e montagem ela foi até a casa dele implorar para ele não ficar meu noivo, eu cheguei lá eu vi tudo. -Ele se aproximou de nós cheio de si falando como eu era uma irmã ruim, não eu já tinha visto ele com outras antes eu já tinha visto ele dar em cima de outras antes, ele deu em cima de mim, eu sabia que não era mentira, eu fui ate o amigo coloquei o celular na cara dele e o pedi.

-Me deixa vero seu celular para ver se tem esta conversa nele. -Ele olhava para mim e para ele branco e não se mexia. – Se isto é falso como eles estão falando você não precisa ter medo de me mostra, mas acho que como me passou você sabe como ele estar errado e fazendo mal par a minha irmã, você tem uma irmã ela poderia ter feito isto com ela, você vai mesmo proteger?

Uma das menina que eu vi o noivo de minha irmã dando em cima era justamente a irmã deste amigo dele, eu sei que deve um rolo após isto, a menina entrou em depressão seria precisou ficar internada no hospital, eu desconfiava que foi algo pior algo que não deve nada a ver com a doença, eu sabia muito bem quais palavras usar para fazer ele falar, ele abriu o celular e tinha muito mais, toda as coisas erradas que aquele cara fez estavam lá. Meu pai não esperou a minha irmã terminar o noivado, pegou o cara pelo colarinho e colocou ele para fora do salão de festas, meus tios o ajudaram, a festa acabara e não precisamos anunciar as pessoas começaram sair.  

Minha irmã estava sentada em uma cadeira, apenas me sentei ao lado dela não falei nada, não podia imaginar a dor dela naquele momento, a amiga dela que fora em casa apareceu, assim que a vi minha irmã foi até ela e a abraçou, dei um tempo e me juntei a elas finalmente aquele cara estava fora de nossa vidas, finalmente podia ficar tranquila que minha irmã iria ficar bem, eu ia garantir isto pois a levei para minha casa para morar comigo, nosso pais foram pegar as coisas dela no apartamento do traste, mas felizmente ele não ousou ir até a minha casa, meu pai passou dois anos saindo mais cedo para nos buscar nos levar para o trabalho e depois ia nos pegar, ele só parou quando soubemos que o imbecil havia sido preso por agressão a atual namorada.

dessert table
Foto por Vidal Balielo Jr. em Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s