A pior noite.


Sou uma vampira, sou uma vampira por mais de mil anos, não sei como me transformei levei anos para conhecer outro como eu, vivia com medo, não conhecia o meu verdadeiro potencial tinha medo de mim mesma, tinha medo principalmente da minha fome, então vivia longe de todos, infelizmente cometi vários erros, eu precisava de companhia de alguém ao meu lado. Por várias vezes me convenci que poderia controlar a minha fome que poderia viver com os humanos sem matá-los, nunca consegui não até encontrar outros como eu. 

Os conheci na minha pior noite, uma peste assolava uma cidade, achei que poderia me controla, eu precisava me redimir precisava me perdoar pelas mortes, as morte pela a minha sobrevivência eu não gostava mais podia conviver com elas, mas a mortes pela a minha falta de controle as mortes desnecessárias estas me causavam dor. 

Para me redimir do mal da dor que causei foi trabalhar como enfermeira no hospital criado para chorar dos doentes eu ia bem, estava  controlada e fiz amigos, me apaixonei por um dos médico, vivi um romance épico com ele, nunca o machuquei aprendi a me alimentar, aprendi mais sobre os meus poderes eu descobri a controlar mentes, a parar de beber antes da pessoa morrer  eu era uma nova vampira, eu estava feliz. 

Mas as coisa não foram como eu imaginava a felicidade que eu desfrutava durou pouco, os meus amigos que trabalhavam cuidando dos infernos um por um adoeceram, a doença os levou, a cada morte a dor me consumia, era uma dor tão intensa, eu não estava mais aguentando, então em uma noite o médico que eu amava meia até mim me contar que a pequena Melodi também se fora, uma órfã que ficou no hospital após a morte dos pais ela não queria que nem uma outra criança perdesse os pai. Eu cuidava dela como se fosse minha filha a dor que senti com a morte dela a de uma mãe perdendo o seu filho. 

Eu não aguentei aquela dor, quando o homem que eu amava me abraçou para me consolar foi o primeiro. Abraçada a ele eu só podia sentir o cheiro do sangue, eu só podia ouvir o coração dele  bater, então a fome me dominou, me dominou de uma forma tão poderosa sair do quatro onde estava, deixei o corpo do meu amado caído no chão, depois foi das minha amigas, provavelmente ela ia até mim para me consolar. Passo em todos os quartos do hospital, médico, enfermeiro, paciente, visitantes um por um todos foram mortos por mim.  

Minha mente se apagou eu não me lembro do que sentia, do que me causará aquela dor, naquele momento eu só queria sentir o sangue em meu minha boca, pois assim a dor sumiria de meu peito, mais a dor não sumia, a cada corpo que deixa par trás ela apenas aumentava junto com a necessidade  de mais. 

Quando não ouvia mais corações batendo me joguei não chão da entra, fiquei ali deitada não sabia exatamente o que eu estava esperando, fiquei ali por horas talvez dias, perdi a noção de tempo, mas ouvir quando eles chegaram  o cheiro do sangue deles era diferente, o coração batia em um ritmo diferente, era o mesmo ritmo que o meu, o mesmo cheiro, ele parou a minha frente soltou um suspiro e falou. 

“Que pela confusão está a sua, vamos antes que outros cheguem isto aqui irá chamar muita atenção” 

Ele estendeu a mão para mim a peguei não sei por que, ele colocou fogo no hospital e me levou para o mais longe possível de lar, restando apenas a dor meu peito pelo o que fiz. 

Entre no nosso apoia.se e ajude a aumentar os conteúdos dos blogs e do nosso Instagram

https://apoia.se/eumaiseumaisalguem

Nós siga no Facebook para receber notificações de todos as postagem dos blogs e novidade 

https://web.facebook.com/EuMaisEuMaisAlguem/

Entre também no nosso discord para discutir sobre as nossas histórias, sobre suas habilidades de escrita e trocar ideias sobre nossas histórias e trabalhos.

https://discord.gg/4k38Jdu

Entre na nossa comunidade:

https://www.orkut.br.com/MainCommunity?cmm=72750

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s