Herança de Família.


Estava na antiga casa da família quando tudo aconteceu, eu ainda não tenho certeza do que aconteceu tudo ainda me parecia um sonho sem sentido, mas as marcas daquela noite ainda estão em minha pele em minha alma, ainda tenho pesadelos com aquela noite, ainda pega chorando pela a simples lembrança daquela noite, era para ser uma noite comum a família reunia para comemora o aniversário de minha bisa avo, cem anos uma marco para qualquer pessoa mas aquela noite foi qualquer coisa menos uma comemoração.

A noite estava agradável no início a família toda lá, não éramos uma família muito grande, minha mãe e suas duas irmãs cada uma com dois filhos nem, minha avo faleceu de uma doenças anos atrás, quando minha mãe e tias ainda eram crianças ela foram criadas pela minha bisa, uma mulher forte, que passara por favarias dificuldades na vida, para cria sua única filha e depois a netas, não sei quem fora o meu bisa avo muito menos o meu avô, foram duas mulheres guerreiro que sempre foram inspirações para mim e minha mãe, o que não sabíamos que elas carregavam muitas mais coisas em suas vidas, eu a família tinha segredos e mantinha tantas coisas nas sombras que que as dificuldades que conheciam pareciam banais quando conhecemos toda a história da família.

Se aproximava da meia noite, minha bisa só aceitava sobrar as velinhas após a meia noite, um costume que sempre considerei estranho, uma superstição tola de gente velha, mas era muito além disto, eram segredos que ela não queria passar para nós que ela lutava para deixar longe da vida que ele vivia, era o segredo de como minha avo havia morrido, era o segredo que poderia levar a destruição de nossa família.

Estávamos todos na sala, meu primo mais  novo estava reclamando que estava com sono e queria comer o bolo, eu estava distraindo ele com os brinquedos, eu não sei como foi apenas que sangue começou a escorrer pelos os olhos dele, dei uma grito pela minha tia que correu para o meu lado perguntando o que fiz, ela e minha mãe nunca se davam muito bem então as duas começaram a brigar, minha mãe por não ter gostado da forma como minha tia havia falado comigo, minha tia me culpando pelo o que estava acontecendo com meu primo, apenas quando o menino desmaio que as duas se calaram e viram eu era algo sério, minha outra tia já estava com a chave do carro na mão pegara meu primo no colo, quando ela se virou para ir para a porta o filho dela também estava com sangue escorrendo pelos olhos e nariz, olhei para minha mãe apavorada  nossa bisa se levantou da cadeira foi até uma porta que ela sempre mante fechada e minguem sabia o que havia lá dentro.

Eu corri para a porta abrir caminha para aminha tia levar os meus primos para o médico, mas a porta simplesmente não se abria, a gritaria e o desespero recomeçou,  minha irmã me empurrou para dentar abrir a porta eu corri para a porta dos fundos todas estavam travadas, dentamos as janelas ela não se abriram, mais um primo com sangue escorrendo pelos olhos e nariz os três meninos, minha prima pegou um vazo jogou para quebra o vidro da porta do fundo o vazo se despedaçou antes mesmo de acertar a porta, ali ficou claro para mim que algo ora do normal estava acontecendo, minha prima pegou um livro passado na estante e o atirou, ele bateu no vidro e nada, então pegou o um taco de madeira e começou a bater na porta e nas janelas nem um vidro se quebrava.

Colocamos os meus três primos na sala, o mais novo que fora o primeiro a começar a sangra respirava com dificuldade, minha bisa trancada em sua sala segreda então minhas tias começaram a sangrar, meu primo mais novo para de respirar, o desespero agora era silencioso nos  olhávamos apavoradas, minha prima começou a fazer respiração boca a boca no irmão, minha tia também desmaiara, meu outro primo começara a ter dificuldade para respirar também eu olhava de um para o outro se saber o que fazer, naquela altura apenas eu minha mãe e irmã estávamos bem, eu me desesperei de novo, o meu primo mais novo não respira mais a sua irmã que tentava reanima-lo a todo o  custo agora estava desmaiada ao seu lado,   meus outros dois primos também não respiravam mais, minha irmã agora estava congelada ao meu lado apedrando a minha mão com força.

Minha bisa deixou o quarto com um colar de pérolas negras nas mão, foi até minha mãe, os olhos cheios de lagrima, ela soltou um suspiro longo colocou o colar em minha mãe, na mesma hora minha prima e tias acertaram, minha vó tremia, chorava soluçante pedindo desculpas, ela abraçou minha mãe com força e depois deu um paço para trás e com a voz firme apesar das lagrimas que ainda corriam pelo o seu rosto.

-Com estas perolas de passo o poder de proteger este mundo e está família da maldição que nos foi colocada anos atrás, o mal que quer destruir o mundo estará preso enquanto as primogênitas de nossa família tiverem estas perolas, ela deverão receber o fardo da maldição ao completar cinquenta anos e permanecer nesta casa para o mal nunca deixe este lugar.

Minha bisa soltou a mão de minha mãe e caiu no chão naquele momento, minha mãe ainda não tinha cinquenta anos, mas sem dúvida minha avo já deveria ter recebido o colar, levei um tempo para perceber que daqui a trinta anos eu deveria receber aquele colar, percebi quando minha irmã apertou as minhas mão com mais força e vi minha ame me olhando com os olhos arregalados, nos três estávamos congeladas, no meio do choro de minhas tias pelos os seus filhos, pelo o choros pela bisa, eu não sabia o que sentia medo pelo o que estava por vir, a dor pelos os meus primos e minha bisa, a raiva por minha bisa não nos preparar para aquele dia, ou perceber que só comemorar o aniversário após a meia noite era para tentar burlar a tal maldição, mas estava claro que fosse o que fosse aquele mal naquele dia ele ganhará forças suficiente para tentar destruir a todos nós e que agora só restava para nos seguir com aquela luta e lamentar pelo o que se foram e fazer o possível para aquela tragédia não se repedir.  

Entre no nosso apoia.se e ajude a aumentar os conteúdos dos blogs e do nosso Instagram

https://apoia.se/eumaiseumaisalguem

Nós siga no Facebook para receber notificações de todos as postagem dos blogs e novidade 

https://web.facebook.com/EuMaisEuMaisAlguem/

Entre também no nosso discord para discutir sobre as nossas histórias, sobre suas habilidades de escrita e trocar ideias sobre nossas histórias e trabalhos.

https://discord.gg/4k38Jdu

Entre na nossa comunidade:

https://www.orkut.br.com/MainCommunity?cmm=72750

Foto por Pixabay em Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s