O colar branco.


Era para ser uma simples viajem, era para ser apenas uma semana, logo voltaria para a minha rodinha para minha casa, mas tudo deu errado de varias formas. Eu não queria sair naquela viajem, algo em mim gritava que não seria uma boa ideia que algo iria dar errado, e sim tudo deu errado. Sou uma simples e comum garota de cidade grande com um emprego em uma loja de uma grande rede, com um salário baixo, vivia com o básico, trabalhava tinha uma casa comum pequena porem confortável. Eu não sou minguem especial, teoricamente eu jamais poderia fazer aquela viajem, era algo muito além de minhas posses. Mas o dono da rede de loja acho que seria uma boa ideia sortear viagens para seu funcionário e pela primeira vez na vida eu ganhei um sorteio. Uma viagem de uma semana com tudo paga, uma semana a mais de férias, claro que me encantei na hora e aceitei, o medo das viagens o veio depois no dia anterior da minha partida quando já era trade de mais.

    A viagem era para uma cidade turísticas, cheia de parques naturais spas, era o melhor lugar para quem precisa de um lugar de sossego tranquilizar a mente. Eu fiquei em um Spa ao pé de uma montanha, o lugar era realmente lindo, quando cheguei me achei uma tola por acha que não era uma boa ideia ir para lá o cheio das arvores era maravilhoso, sé te chegar no Spa e sentir aquele cheiro eu já me sentir mais tranquila relaxada, eu fui colocada em uma cabana particular, extremamente luxuosa, uma cama gigante comum colchão extremamente confortável, lençóis macios e cheiros, o banheiro tinha uma banheiro de hidro massagem com várias essências para coisa que nem sabia que existia.

Além daquela cabana que só de ficar nela eu já me sentiria extremamente relaxada e feliz, eu tinha o direito de consumir o que quisesse, de usar todas as áreas, fazer todos os tipos de massagem e aulas, poderia me aproveitar de cada coisa que aquele spa fornecia e já que eu estava lá era o que eu iria fazer, não abusei das coisas que só por que todo de graça, eu podia pegar coisas nas lojas mas peguei apenas aquilo que realmente precisa, fiz as aulas e as massagem que realmente julguei serem necessárias para mim, consumir apenas o essencial para aproveitar aquela viajem.

No terceiro dia eu fui em um pequeno complexo de lojas do spa que tinha um cinema, fui no final da tarde sempre amei cinema e vi que tinha um filme de comedia, seria perfeito para fechar aquele dia. Aquele foi o único dia que gastei com algo que não seria exatamente necessário, quando entrei na loja tinha certeza que não estava dentro da lista das que eu poderia comprar algo, afinal tem algo mais fútil doque joias caras? Mas quando vi aquele colar antigo com uma pedra branca, pequena, em um pingente de prata aquela era a joia mais barata da loja, analisando agora era sem dúvida não era uma das mais bonitas, porem quando a vi tiver uma necessidade de tê-la, de usa-la, sair da loja com ela no meu pescoço e fui para o cinema.

Então sem saber como eu cheguei nem por que fui parar naquele lugar, eu acordei em um sofá antigo de uma casa antiga e abandonada. A casa sem duvida em algum dia muitos anos atras fora belíssima e luxuosa, pessoas muito ricas vivera naquela casa, mas naquele momento era apenas uma casa caindo aos pedaços, com moveis sujos teias de aranhas. Me levantei confusa e olhei em volta a luz do sol entrava elas janelas quebradas, olhei pela janela pode ver o spa onde eu estava, vi uma estrada de terra que a grama já havia dominado a maior parte, mas pude traçar um caminho de volta para a minha cabana.

Eu desci para o primeiro antar, olhando a escadaria dupla os quadros sujos porem ainda nas paredes, por que não me lembrava de nada daquilo, eu estava no cinema, não bebera nada, só me lembrava de vero filme mais não me lembrava e sair da sala do cinema. Na verdade, eu nem me lembrava do final dos filmes, acho que dormir durante o filme, mas como eu chegara naquela casa?  

Sai da casa caminhei lentamente pela estrada, vi uma ambulância e uma carro de policias passar por mim fiz sinal para pedir ajuda, porem eles me ignoraram e seguiram em frente. Continuei a caminha encontrei uma das lanchonetes do spa, entrei nela para pedir ajuda. Fui até uma das atendentes, falei com ela simplesmente me ignorou e continuou com suas atividades.

Me sentei em uma messa esperando uma garçonete vir falar comigo, o lugar estava vazio e mesmo assim nem uma garçonete veio me atender, eu estava começando a ficar com raiva, me levantei com raiva e sem querer bati com o braço no saleiro e o derrubei no chão. Vi as pessoas olharem finalmente para mim porem uma das garçonetes apenas falou com medo na voz.

-Outro fantasma daquela casa maldita veio nos visitar, juro que um dia irei abandonar este emprego. – Uma outra falou com o mesmo temor na voz apontando para a tv e aumentando o volume.

-Olhe outra garota morreu nas redondezas, também usando o colar amaldiçoado, me pergunto por que minguem tranca isto em algum lugar que minguem possa encontrar…

Quando eu olhei para a tv, lá estava o meu roto, era uma reportagem gravada uma reportar estava no cinema falando de uma jovem que morrerá durante o filme de comedia, a reportagem mostrava o meu corpo sento retirado do cinema em um saco preto, eu fiquei olhando a tela da tv, quando a reporte passou para o apresentador o ouvir fazendo uma piada, “a comedia da morte”,  o outro complementou falando “esta morreu de tanto rir”, eles estavam rindo sobre a minha morte, eu sair dali com raiva quando passei pela porta o vidro dela simplesmente estourou.

Voltei para a casa, minha vida acabara eu virará um fantasmas, e com a consciência do que   havia me acontecido veio também a consciência que eu estava presa naquela cidade, o que as mulheres falaram na lanchonete me fez ver que eu e não era a única a morrer daquela forma, a minha vida pós morte seria morar naquela cidade, naquela casa abandonada sozinha ou com outros que morreram da mesma forma que eu, ali acabará aminha vida mortal, e agora eu estava presa a imortalidade em uma casa destruída me sobrando apenas assombrar as pessoas daquela cidade.                  

Entre no nosso apoia.se e ajude a aumentar os conteúdos dos blogs e do nosso Instagram

https://apoia.se/eumaiseumaisalguem

Nós sigamos no Facebook para receber notificações de todos as postagens dos blogs e novidade 

https://web.facebook.com/EuMaisEuMaisAlguem/

Entre também no nosso Discord para discutir sobre as nossas histórias, sobre suas habilidades de escrita e trocar ideias sobre nossas histórias e trabalhos.

https://discord.gg/4k38Jdu

Siga nosso canal na Twitch Lives quase todos os dias de games play, aos domingos jogamos Mesa de RPG baseada no Ragnarok Online;

https://www.twitch.tv/afesua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s