Festival de primavera.


Eu tive um sonho, um sonho macabro, daqueles que você acorda suando frio, com o coração acelerado. Eu tive um sonho que me apavorou, acordei sentindo o meu corto tremendo minha única lembrança era o medo, a pavor, o pânico, mas era apenas um sonho em poucas horas eu já estava bem me preparando para … Continue lendo Festival de primavera.

O fantasma.


Um sussurro, tudo começou com um sussurro, um arrepio inexplicável em minha nuca, um sussurro na calada da noite. Eu estava em casa a velha casa na qual cresci, a velha casa que viu os meus primeiros passos, ouviu as minhas primeiras palavras, minha velha casa. Meus pais já não moram mais nela, se mudaram … Continue lendo O fantasma.

A colheita     


Noite de lua cheia, sempre me fascinou, eu cresci em uma cidade grande era impossível realmente apreciar a lua e as estrelas, então quando me formei resolvi-me mudar para uma cidade do interior. Como dinheiro que juntei durante a faculdade e no ano seguinte que me formei trabalhando duro com muitas horas extras comprei uma … Continue lendo A colheita     

A casa.


Sempre morei em uma cidade grande meus pais eram pessoas simples que trabalharam dura para garantir a educação de seus filhos, me formei estilista, não  exatamente o por que fiz isto mas ao terminar a faculdade decidi que o melhor para o meu trabalho era me mudar para um cidade do interior, onde criei um … Continue lendo A casa.

Paralisia do sono.


Acordei no  meio da noite mais uma vez, aquele velho pesadelo, estavam piores nos últimos messes, a paralisia do sono sempre vem junto, a angustia de não conseguir me mexer na cama, as imagens do pesadelo se misturando com a realidade do meu quarto, eu sei que é apenas um pesadelo eu sei que não … Continue lendo Paralisia do sono.

O crime Macabro.


Meu trabalho me coloca no centro de coisas horríveis, coisa com as quais muitas vezes tenho pesadelos, já estou acostumada com o horror. Mas o que eu vi aquela noite passou dos limites que eu conhecia, o que eu vi aquela noite mudou tudo em minha vida, todos os crimes que já havia investigado até … Continue lendo O crime Macabro.

Você não me ouviu.


Você não me ouviu Quando eu lhe falei que era cedo demais. Você não me ouviu Quando lhe falei que não era a hora.   Você fez um drama para me convencer, Eu me feri ao lhe ver daquele jeito, Fiz Exatamente o que você queria.   O tempo passou, Eu te amava, Talvez você … Continue lendo Você não me ouviu.

Nosso amor.


Nosso amor não nasceu por acaso, Nosso amor não nasceu em um instante.   Nosso amor nasceu aos poucos, Nosso amor nasceu nos detalhes de nossos dias.   Quando lhe conhecei, Não imaginei que lhe amaria.   No começo éramos apenas conhecidos, Não sabíamos nada um do outro, Mas os detalhes nos aproximaram.   A … Continue lendo Nosso amor.

A viajem para Praia.


Coisas impossíveis podem acontecer, coisas loucas e que minguem acredita ser real antes de presenciar algo assim, eu passei a acreditar no impossível talvez através de uma das piores situações para que o impossível se tornasse possível. Eu tinha meus dezesseis anos ganhara meu primeiro carro, um carro simples usado mas meu, ele era preto … Continue lendo A viajem para Praia.

Os dias passam.


Quis me soltar, Me, libertar de todos Meus medos, te minha insegurança. Quis corre até você Me, jogar em seus braços Sem me importar com que ia acontecer. Quis acreditar que esta Seria a última fez Que seria o último dia de minha solidão. Então fui até você Tentando acreditar que não havia  Motivos para … Continue lendo Os dias passam.